Mais resultados

Generic selectors
Apenas pesquisas exatas
Pesquisar por titulo
Poesquisar por conteúdo
Post Type Selectors

Siga Gamefera no:

Pesquisar
Close this search box.

Microsoft e Activision: CMA se perde e mais um país aprova acordo

Acordo entre Microsoft e Activision recebe mais uma aprovação, por outro lado, representantes da CMA enfrentam obstáculos legais.
Microsoft e Activision King - CMA - Coreia do Sul

Ontem (30), a Microsoft e a Activision Blizzard King comemoraram duas vitórias importantes: uma sobre a Autoridade de Concorrência e Mercados (CMA) e outra sobre a aprovação do acordo em mais um país. A Coréia do Sul deu sinal verde para a fusão entre Microsoft e Activision.

Durante a audiência em defesa do bloqueio do acordo da Microsoft, a CMA enfrentou dificuldades. O presidente do Tribunal de Apelação da Concorrência (CAT) não se convenceu dos argumentos apresentados pelos advogados da CMA.

Além disso, a Microsoft e a Activision obtiveram sucesso na aprovação do acordo pelo órgão regulador da Coréia do Sul, a Comissão Coreana de Comércio Justo (KFTC). Com essa vitória, a Microsoft acumula aprovações em 39 países, alcançando uma população de mais de 2,4 bilhões de pessoas.

A decisão da Coréia do Sul em aprovar a fusão representa uma situação mais favorável para a Microsoft, apesar dos desafios legais que ainda precisam ser superados com a Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos (FTC) e a CMA.

CMA enfrenta dificuldades em audiência contra a Microsoft e Activision

A fusão entre a Microsoft e a Activision Blizzard, é considerada uma das maiores negociações na industria dos jogos. Por conta de sua relevância, o caso tem despertado grande interesse de investidores e entusiastas do setor.

Microsoft e Activision King - CMA - Coreia do Sul

Durante uma audiência, os advogados da CMA, autoridade de concorrência britânica, enfrentaram dificuldades ao apresentar seus argumentos contra a fusão. A equipe da CMA não conseguiu convencer os juízes sobre as possíveis consequências anticompetitivas da união das duas empresas.

A audiência, presidida pelo juiz Marcus Smith, especialista em questões antitruste no Reino Unido, teve duração de quatro horas e foi marcada pela falta de sucesso dos advogados da CMA, em especial de Rob Williams KC.

Especialistas apontam que a CMA tem tido dificuldades em formular argumentos claros, misturando questões tecnológicas e desconsiderando a atual economia do Reino Unido. Essa postura tem sido criticada por parlamentares e até pelo Chanceler do Tesouro, Jeremy Hunt.

Além disso, a CMA parece estar ignorando o devido processo legal, o que levanta questionamentos sobre a fundamentação institucional de suas decisões. Com isso, a preocupação de que o Reino Unido está “fechado para negócios” parece ser muito mais realista.

Vitória da Microsoft e tentativa de protelação da CMA

As negociações entre a Microsoft e a Activision Blizzard continuam avançando, com expectativa de conclusão em um futuro próximo, o que terá um impacto significativo no cenário de tecnologia e jogos eletrônicos, inclusive via nuvem.

Dessa forma, as tentativas remanescentes da CMA parecem ser uma maneira de adiar o inevitável. A CMA espera estender ao máximo o processo até que a Microsoft cometa algum erro ou até que a FTC tome alguma ação, o que não é provável.

Vale lembrar que o motivo que levou a CMA a bloquear o acordo está relacionado à disponibilização dos jogos da Activision Blizzard na nuvem. A CMA alega que a posição da Microsoft nesse mercado pode prejudicar a concorrência.

No entanto, a CMA enfrentou críticas, pois a Microsoft fez vários acordos com diferentes empresas para disponibilizar gratuitamente as licenças dos jogos da Activision via nuvem. Essa foi uma das razões pelas quais a Comissão Europeia aprovou a fusão.

Coreia do Sul aprova o acordo

A Comissão Coreana de Comércio Justo (KFTC) aprovou, no dia 30 de maio, a fusão entre a Microsoft e a Activision. Com essa aprovação, a Microsoft pode alcançar mais de 2,4 bilhões de pessoas, com um PIB agregado de US$ 44 trilhões.

Microsoft e Activision King - CMA - Coreia do Sul

Agora, já são 39 países que deram sinal verde para o acordo entre Microsoft e Activision Blizzard King. A expectativa é de que em breve a Microsoft consiga convencer que a CMA também aprove a fusão.

Segundo a KFTC, os jogos da Activision Blizzard têm baixa popularidade na Coréia do Sul, o que atribui pouco impacto aos detentores de plataformas da região.

A participação de mercado combinada de jogos desenvolvidos e distribuídos pela Microsoft e pela Blizzard é pequena, a popularidade dos principais jogos da Blizzard na Coréia não é tão alta quanto no exterior e há vários desenvolvedores de jogos populares com os quais os concorrentes podem lidar alternativamente, portanto, há não há possibilidade de encerramento para excluir empresas concorrentes de serviços de jogos”, afirma a KFTC.

Em outra afirmação, a KFTC acredita que “os concorrentes possuem uma participação de mercado significativa, portanto não há risco de exclusão da concorrência.” Ainda, aponta que discutiu com autoridades de concorrência em outros países, mas observou que há diferença na importância dos jogos da Activision nesses países.

Em outras palavras, tudo indica que a aquisição da Activision Blizzard King pela Microsoft está caminhando favoravelmente. Em breve, podemos esperar mais boas notícias sobre o caso da CMA.

Fonte.

Sobre o autor

Mais resultados

Generic selectors
Apenas pesquisas exatas
Pesquisar por titulo
Poesquisar por conteúdo
Post Type Selectors

Mais resultados

Generic selectors
Apenas pesquisas exatas
Pesquisar por titulo
Poesquisar por conteúdo
Post Type Selectors

Siga Gamefera no: