Mais resultados

Generic selectors
Apenas pesquisas exatas
Pesquisar por titulo
Poesquisar por conteúdo
Post Type Selectors

Siga Gamefera no:

Pesquisar
Close this search box.

Microsoft e Activision: UE aprovou a fusão; e agora?

A Comissão Europeia (UE) aprovou o acordo da Microsoft em adquirir a Activision Blizzard, o que acontece agora?
CMA e Microsoft: activision Blizzard, aquisição do século - Brad Smith
Microsoft e Activision: UE aprova a fusão

A Comissão Europeia (UE) aprovou ontem (15), a fusão da Microsoft e Activision; embora a CMA discorde de sua decisão. Mas o que acontece agora, após a aprovação da UE, pode ser crucial para o sucesso do acordo para a Microsoft.

A decisão da UE já era esperada, pois a Microsoft tem insistido muito em divulgações e acordos de jogos com outras empresas. E essa perserverança foi bem recompensada, já que agora a Microsoft soma com mais uma aprovação.

No entanto, apesar dessa luz verde, a Microsoft ainda enfrenta grandes problemas com a oposição da CMA e da FTC. Mas essa aprovação da UE pode ser a guinada que a Microsoft precisava para virar a chave.

UE à favor da Microsoft e Activision

Em seu comunicado oficial, a UE anunciou que decisão foi tomada após uma intensa investigação. De acordo com o órgão, a Microsoft agiu de acordo com as expectativas e demandas necessárias do regulador.

Em sua conclusão, a Comissão Europeia julga que a aquisição da Activision Blizzard não causará perigo à competição caso faça parte da Microsoft.

Apesar de sua mão leve quanto aos jogos da Activision fazerem parte do Xbox, a UE informa que a Microsoft pode afetar a concorrência pelos jogos em nuvem.

Isso não é surpresa, haja visto que a Microsoft, com o Game Pass, está muito mais à frente do que outros concorrentes, como a Nvdia, com o GeForce Now.

No entanto, a Microsoft já esperava que isso fosse um empecilho e, por esse motivo, realizou vários acordos com outras empresas, inclusive com a Nvidia.

Exigências da UE para a Microsoft

A aprovação da UE exigiu algumas demandas, dentre elas, de que a Microsoft seria obrigada a oferecer os jogos da Activision Blizzard em todos os serviços via Streaming da Área Econômica Europeia (EEA).

Infelizmente, a CMA, por ser o órgão regulador do Reino Unido, não poderia entrar nese acordo. Isso porque o Reino Unido já não mais faz parte do bloco econômico europeu.

Ainda, a Comissão Europeia exigiu que a Microsoft oferecesse a licença de transmissão de forma gratuita para as operadoras.

Brad Smith, o atual presidente da Microsoft, consentiu com as exigências do órgão europeu. Em seu twitter, ele compartilhou que as intenções da Microsoft é de servir os jogos da Activision, via nuvem, à nivel global.

Decisão da UE pode ser a virada de chave para a Microsoft

Com essa aprovação dada de bandeja, com tantos argumentos e posicionamentos positivos à Microsoft, é a hora de contra-atacar.

A Microsoft pode, agora, apelar à decisão da CMA com muito mais embasamento. Dessa forma, a gigante de Redmond pode construir um caso muito mais favorável.

Vale lembrar que a Microsoft tem, além da CMA, uma disputa legal marcada para 2 de agosto com a FTC. Definitivamente não será fácil, mas agora a Microsoft possui muito mais poder de fogo para seguir com a aprovação nos países restantes.

Sobre o autor

Mais resultados

Generic selectors
Apenas pesquisas exatas
Pesquisar por titulo
Poesquisar por conteúdo
Post Type Selectors

Mais resultados

Generic selectors
Apenas pesquisas exatas
Pesquisar por titulo
Poesquisar por conteúdo
Post Type Selectors

Siga Gamefera no: