Mais resultados

Generic selectors
Apenas pesquisas exatas
Pesquisar por titulo
Poesquisar por conteúdo
Post Type Selectors

Siga Gamefera no:

Pesquisar
Close this search box.

Diretor de Dying Light Comenta o Futuro Como Jogos Live Service

A Techland explora um modelo híbrido para Dying Light, combinando lançamentos tradicionais com elementos de jogos como serviço, diz diretor.

A Techland, desenvolvedora dos aclamados jogos da franquia Dying Light, recentemente participou de uma entrevista com a MP1st, onde discutiu a possibilidade de um futuro como serviço ao vivo (Live Service) para a série. A empresa tem experimentado sucesso com sua abordagem híbrida após o lançamento dos jogos, misturando elementos tradicionais de lançamento de jogos com características contínuas de Jogos como Serviço (GaaS). Essa estratégia, segundo a Techland, funcionou bem para o primeiro jogo Dying Light e continua a beneficiar Dying Light 2: Stay Human.

Uma Fórmula Única para o Sucesso

Tymon Smektała, Diretor da Franquia Dying Light, discutiu o compromisso do estúdio com o modelo GaaS. Embora a Techland esteja ciente das tendências da indústria, ela se mantém fiel ao modelo híbrido que incorpora elementos de GaaS em seus jogos premium. Essa decisão reflete a confiança da Techland em sua fórmula, que contribuiu significativamente para seu sucesso.

Encontramos uma fórmula muito única com o Dying Light original – um jogo premium com elementos adicionais de GaaS – e até agora isso funciona e é bem-sucedido para nós, então não pretendemos mudá-la. Mas, claro, estamos monitorando de perto todas as tendências mais atuais da indústria, o que é necessário, considerando como o desenvolvimento de jogos se torna mais difícil a cada ano subsequente“, afirma Smektała.

A abordagem da Techland visa manter uma conexão forte com sua comunidade, focando no respeito mútuo e na comunicação aberta entre desenvolvedores e jogadores. Esse mindset cria uma situação vantajosa para ambas as partes, incentivando a lealdade dos jogadores e o engajamento contínuo com a franquia Dying Light. Os números de usuários ativos de Dying Light continuam impressionando, especialmente por não ser classificado como um título de serviço ao vivo tradicional.

Embora ainda seja discutível o desempenho geral de Dying Light 2, é evidente que o jogo tem sido suficientemente bem-sucedido para que a Techland se sinta segura em sua posição. Com o futuro potencialmente trazendo novos títulos, a empresa pode optar por manter essa abordagem híbrida, em vez de se inclinar totalmente para um modelo de serviço ao vivo.

A Techland parece determinada a seguir um caminho que respeita tanto sua visão criativa quanto as necessidades e desejos de sua base de fãs, prometendo um futuro emocionante para os entusiastas de Dying Light.


Tópicos relacionados: Gamer, Jogos.

Não perca nenhuma novidade! Siga-nos agora mesmo nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Pinterest.

Sobre o autor

Mais resultados

Generic selectors
Apenas pesquisas exatas
Pesquisar por titulo
Poesquisar por conteúdo
Post Type Selectors

Mais resultados

Generic selectors
Apenas pesquisas exatas
Pesquisar por titulo
Poesquisar por conteúdo
Post Type Selectors

Siga Gamefera no: