Mais resultados

Generic selectors
Apenas pesquisas exatas
Pesquisar por titulo
Poesquisar por conteúdo
Post Type Selectors

Siga Gamefera no:

Pesquisar
Close this search box.

Activision Blizzard: 29 casos de assédio confirmados

Bobby Kotick foi desmentido pelos investigadores da Activision Blizzard, trazendo à tona 29 casos confirmados de assédio apenas em 2022.
Activision Blizzard 29 casos de assédio - Bobby Kotick
Activision Blizzard 29 casos de assédio - Bobby Kotick

Parece que as coisas estão esquentando para Bobby Kotick, CEO da Activision Blizzard. Ontem, em 31 de maio, investigadores da Activision Blizzard confirmaram 29 casos de assédio ocorridos apenas no ano passado.

Dos relatórios encontrados referentes a 2022, um total de 144 casos de assédio, discriminação e retaliação foram identificados. Dentre esses, 29 casos foram comprovados, envolvendo mais de um funcionário.

Essa situação se agravou quando, na semana passada, Bobby Kotick afirmou em uma entrevista à Variety: “[…] não tivemos um problema sistêmico com assédio – nunca“.

No entanto, o CEO não esperava que a equipe de investigação descobrisse mais 36 ações corretivas relacionadas aos 29 incidentes, indicando que o presidente tinha conhecimento desses casos.

Dentre as medidas tomadas, demissões de funcionários por linguagem ofensiva, discriminação, agressão física, toque não consensual, avanços indesejados, entre outros.

Entre as medidas tomadas estão demissões de funcionários devido a linguagem ofensiva, discriminação, agressão física, toque não consensual, avanços indesejados, entre outros comportamentos inadequados.

não tivemos um problema sistêmico com assédio – nunca” -Bobby Kotick, CEO.

Activision Blizzard 29 casos de assédio - Bobby Kotick

No ano passado, a Activision Blizzard contava com 15.545 funcionários em tempo integral, de acordo com o relatório de transparência. A empresa também registrou um aumento nas denúncias de má conduta por parte dos funcionários.

Embora haja mais de três dúzias de ações corretivas mencionadas no relatório, não há informações sobre demissões dos responsáveis, apesar de a “demissão de funcionário” ser uma das medidas listadas.

A Axios observou que, no relatório, o conselho administrativo da Activision reconhece o aumento no número de casos, mas não parece levar a situação a sério: “Mesmo um caso de assédio, discriminação ou retaliação é demais“.

O conselho adminstrativo da empresa também relaciona o aumento de casos com uma “melhoria” no suporte oferecido às vítimas, informando que a empresa possui “procedimentos robustos” para resolver esses casos de maneira “neutra e justa“.

“sinal de uma cultura de denúncia saudável e treinamento eficaz”.

O conselho afirma que o aumento de denúncias é um “sinal de uma cultura de denúncia saudável e treinamento eficaz“.

Essa afirmação vai contra o que Bobby Kotick disse em sua entrevista. No entanto, mesmo considerando que isso seja levado a sério, já foram confirmados 29 casos dos 144 relatórios encontrados apenas em 2022, indicando o tipo de cultura que a Activision Blizzard vem cultivando ao longo dos anos.

Espera-se que muito mais venha à tona em breve, já que a empresa foi forçada pelos acionistas a compartilhar os relatórios de transparência. Além disso, vale mencionar que o conselho administrativo recomendou aos acionistas que rejeitassem uma proposta de relatório opcional sobre assédio, que foi ignorada pelos acionistas.

Com todas essas informações sendo reveladas, a desmentida de Bobby Kotick e mais relatórios a serem examinados, a Activision Blizzard enfrentará uma grande pressão. Espera-se que isso melhore o ambiente de trabalho para os funcionários e garanta que seus direitos sejam respeitados.

Sobre o autor

Mais resultados

Generic selectors
Apenas pesquisas exatas
Pesquisar por titulo
Poesquisar por conteúdo
Post Type Selectors

Mais resultados

Generic selectors
Apenas pesquisas exatas
Pesquisar por titulo
Poesquisar por conteúdo
Post Type Selectors

Siga Gamefera no: