Mais resultados

Generic selectors
Apenas pesquisas exatas
Pesquisar por titulo
Poesquisar por conteúdo
Post Type Selectors

Siga Gamefera no:

Pesquisar
Close this search box.

Ação Coletiva contra Aspyr e Saber Interactive por DLC Cancelado

Ação coletiva alega publicidade enganosa no caso do DLC cancelado de Star Wars: KOTOR 2 para Nintendo Switch. Saiba mais.
Ação Coletiva contra Aspyr e Saber Interactive
Foto: Ação Coletiva contra Aspyr e Saber Interactive.

Uma ação coletiva recentemente emergiu, com jogadores indignados processando a Aspyr Media e a Saber Interactive por alegada publicidade enganosa relacionada ao cancelamento do aguardado DLC “Restored Content” para o jogo Star Wars: Knights of the Old Republic II – The Sith Lords, lançado para o Nintendo Switch.

A ação coletiva foi apresentada em 8 de julho deste ano, no estado da Califórnia, em nome do autor Malachi Mickelonis e outros consumidores do estado que se sentiram prejudicados pela promessa não cumprida do DLC após a compra do jogo para o Switch.

Aspyr Media, responsável pela adaptação do título para o Nintendo Switch, inicialmente havia prometido o lançamento do “Restored Content DLC” para o RPG de época desenvolvido pela Obsidian Entertainment. A resposta da empresa, quando questionada pelos fãs sobre a data de lançamento, indicava que o DLC chegaria no terceiro trimestre de 2022.

Contudo, a promessa não se concretizou. No início deste ano, a Aspyr cancelou os planos para o DLC e ofereceu aos jogadores de KOTOR II no Switch a opção de escolher um jogo gratuito da franquia Star Wars, como Republic Commando ou The Force Unleashed, ou receber uma cópia adicional do Knights of the Old Republic II para PC via Steam. Referências ao DLC foram retiradas da página do jogo no Nintendo eShop e do trailer de anúncio inicial.

Para muitos jogadores, o “Restored Content DLC” era um dos principais atrativos da versão do Switch, já que o conteúdo anteriormente omitido do jogo estava disponível apenas de forma não oficial para PC, graças a modificações criadas por fãs. Malachi Mickelonis, autor da ação coletiva, alega ter adquirido a versão do Switch do KOTOR II especificamente pelo DLC e que aguardava para jogar o título até que o conteúdo restaurado fosse disponibilizado. Quando a Aspyr cancelou o DLC e não ofereceu reembolso, Mickelonis tomou medidas legais em julho de 2023, algumas semanas após o anúncio do cancelamento.

A ação coletiva alega que Mickelonis e outros consumidores foram vítimas de “práticas comerciais ilegais, injustas e fraudulentas” da Aspyr e da Saber Interactive. Argumenta também que as duas empresas se beneficiaram de forma injusta pela promessa não cumprida do DLC, induzindo os clientes a comprar o KOTOR II a preços inflacionados em relação ao mercado. Enquanto a versão do Switch é vendida por $15, no Steam o jogo normalmente custa $10.

Os autores da ação coletiva buscam que as taxas e custos advocatícios sejam cobertos, e que a Aspyr e a Saber sejam proibidas de continuar vendendo o KOTOR com publicidade enganosa.

Eles também buscam “outras medidas que este Tribunal considere justas e apropriadas, incluindo, mas não se limitando a, o remédio do desembolso“. Aspyr e Saber têm até 4 de outubro para responder à queixa.

O desfecho desta ação coletiva pode ter repercussões significativas para a indústria de jogos, impactando como os desenvolvedores lidam com promessas feitas aos consumidores e como abordam futuras estratégias de marketing.


Tópicos relacionados: Star Wars.

Não perca nenhuma novidade! Siga-nos agora mesmo nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Pinterest.

Sobre o autor

Mais resultados

Generic selectors
Apenas pesquisas exatas
Pesquisar por titulo
Poesquisar por conteúdo
Post Type Selectors

Mais resultados

Generic selectors
Apenas pesquisas exatas
Pesquisar por titulo
Poesquisar por conteúdo
Post Type Selectors

Siga Gamefera no: